2012–2013

2012 foi um ano feliz.
Feliz em sua sabedoria de abraçar o bom e o ruim sem julgamento de valor, como irmãos, que caminham de mãos dadas rumo ao crescimento. Sem negação da dor. Desfrutando a alegria. Vivendo com igual entrega o mistério do desconhecido, o caos da tempestade e a calmaria cheia de paz depois da turbulência.
Ausências foram sentidas, choradas, reconciliadas. Continuam parte de mim, e as abraço. Guardo bem fundo, com todo carinho. Me são caras.
Cada passo do caminho reguei com amor e recebi transformação.
Transformação em ser-mãe. Em ser outro. Ser eu e ser ele.
Transformação de inúmeras certezas, que agora são outras.
Transformação em um novo eu, que sabe que continua indefinido. Continua em movimento, em construção. Pode mudar sempre. Tem esse direito — esse dever.
Entrei nesse ano uma e saio outra. No paradoxo de ser mais forte e mais frágil. Mais triste e mais feliz. Mais consciente de minhas próprias tristeza e felicidade. E repleta de amor.
Amor mais profundo do que sempre. Estende múltiplos braços, acarinha todos os relacionamentos, todos os campos da vida.
Meu amor e gratidão aos que fazem parte desse caminho…
E que 2013 seja novamente feliz.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s